Cozinha

Ontem vi um programa novo na rtp1, e só me vem uma palavra à mente: ridículo!
A sério, estas mulheres hoje em dia são tão coquetes e nem uma cebola sabem picar? Este programa não tem comparação com o Masterchef (Brasil ou Austrália), nada a ver mesmo. Menos, "mulheres" coquetes. Ver estas cenas é mesmo triste. Nem uma cebola ou um alho sabem descascar, mulheres mais velhas e já com filhos, depois são tão tias que até deixam a comida agarrar ao tacho e mal cozida/temperada. Há que provar a comida, não é entrar em pânico e depois acharem que fizeram um óptimo trabalho (haha que piada). Estes programas até dão para rir de tão maus que são. 
Até podiam dar a desculpa que não as ensinaram, mas isso não é desculpa, a mim não me ensinaram e aprendi sozinha a fazer as coisas. Há com cada uma. E fiz umas quantas caretas escandalizada, já que hoje em dia há muitas pessoas que não sabem fazer nada nem querem fazer, que estão (mal) habituados a que lhes façam a papinha toda, e que (ainda pior) menosprezam o que uma pessoa faz. 
É por essas e por outras que nem vale a pena falar com certas pessoas, só porque acham que a comida tem de ter muito sal e estar cheia de açúcar, e que comida saudável é comida de doente. Ignorância é o que é. Enfim.
Se antes não tinha muito jeito ou à vontade na cozinha, cada vez mais gosto de cozinhar, de experimentar receitas novas, inovar... Cozinhar com amor, temperar... É com a experiência que uma pessoa aprende. Durante a semana quase não há tempo para cozinhar coisas mais elaboradas (não há tempo para isso, são coisas rápidas de fazer), mas ao fim de semana gosto de fazer outras coisas. Sexta um bolinho de iogurte, uns camarões grelhados no forno, uma sangria com vinho branco, laranja e maçã (bem boa). Ontem uma pizza com base de couve-flor e aveia, cogumelos, tomate, óregãos e queijo mozzarela em cima, e aproveitei o calor do forno e assei umas castanhas. Uso sal, uso temperos, tudo com medida. E até fico surpreendida comigo mesma. Se antes não gostava muito de cozinhar, agora já gosto mais um bocadinho. De semana nem por isso, preparar comida e marmitas, organizar tudo, dá trabalho, e não tenho muito tempo para isso, já que tenho de estudar, quando olho para as horas já tenho de ir dormir, e o tempo passa a correr. O que vale é que agora ando tão cansada que chego à cama e nem 10 minutos demoro para adormecer, é uma maravilha. Para quem dantes tinha horários por turnos e andava sempre com o sono trocado, agora já é melhor, mas o sábado é o meu dia favorito, em que posso dormir 9 horas seguidas (visto que durante a semana não chego a dormir 7h por noite), sabe mesmo bem. 

Share:

0 comentários