Coisas que me tiram do sério

Há várias coisas que me tiram do sério. Dou um exemplo. Uma pessoa conhecida a queixar-se que está na miséria, a ganhar "apenas" 500€. Se fosse por mês era uma coisa que mais acontece nos dias de hoje. Só que esses € são por dia. Digam-me lá onde está a miséria? Com tanta gente a ganhar 500€ por mês, com despesas para pagar, outros com filhos, digam-me lá o que esta pessoa tem na cabeça? É que eu juro que não entendo. Uma pessoa ganha por mês o equivalente ao que a maior parte das pessoas ganha por ano e ainda se queixa. Cada vez acho que as pessoas são fúteis e não sabem do que falam. É o que dá estar habituada a ganhar muito, e depois deve gastar tudo e puff, coitadinha já não tem € para gastar em futilidades. Têm expectativas de vida muito altas, por vezes deviam descer um bocadinho à terra e pensar bem antes de falar que estão na miséria. É que dá vontade de rir de tão ridículo que é. A sério. Eu não chegava a receber 500€ por mês, a trabalhar sempre aos fins de semana, a abdicar da minha vida pessoal, de ter de estar sempre a agradar aos outros, de levar com má educação constante, muitas vezes estava de folga e ainda me ligavam para ir trabalhar. As horas extra que fiz foram bem mais das que estavam no papel. Ganharam muito comigo, era competente, estava lá para fazer o meu trabalho, não para falar da minha vida e engonhar a maior parte do tempo. 3 anos de trabalho. Andava farta de ser explorada. Tive de engolir em seco muitas vezes, até tomar a decisão que até hoje foi a mais acertada que fiz. Da minha saúde posso dizer que nunca esteve tão boa. Meter-me em primeiro lugar, cuidar de mim, deixar para trás pessoas e trabalhos, foi o melhor que fiz. Para alguma coisa tenho as minhas poupanças. Para construir um futuro. Ando meio melancólica, tenho fases como a lua, ou não fosse eu carangueja.
É importante ter foco. E cabeça. É por isso que me faz confusão certas pessoas, que são "chapa ganha, chapa gasta". Ainda para mais ganhando o que ganham, ainda têm a lata de se queixar. Pelo amor da santa. Soubessem elas o que é contar os tostões. É como aquelas que mal chega o ordenado vão logo gastar, chega a meio do mês já não há. Há que saber gerir, não é assim tão difícil. Fazer compras inteligentes, listas do que há em promoção, em que sítios, etc. Não se perde muito tempo nisso. É o que costumo fazer. Há tantos blogs de promoções e dicas. 
É isso e as pessoas que dão erros ortográficos. Daquelas de supostamente se acham muito inteligentes e boas por terem um mestrado ou licenciatura. Eu tenho o 12º ano, mas vou voltar a estudar, para me superar. Não para dizer que sou melhor ou pior do que os outros. Isso é estúpido. E os preconceitos também. Odeio preconceitos. Vou ver se me lembro de mais coisas que me tiram do sério :D
Beijinhos*   

Share:

0 comentários